terça-feira, 25 de junho de 2019

Uma Doença Chamada MACUMBA


A doença mais comum nos dias de hoje:
”A síndrome da macumba”.

Sintoma 1: Falta de fé

O seu diagnóstico próprio: MACUMBA!

A realidade: Não reza, não se envolve de fato a vida espiritual.

Sintoma 2: Casamento em crise

O seu diagnóstico próprio: MACUMBA!

A realidade: Não respeita o cônjuge, olha mais para a grama do vizinho do que para a própria, não dá carinho, amor, atenção nem respeito ao parceiro(a).

Sintoma 3: Crise financeira

O seu diagnóstico próprio: MACUMBA!

A realidade: Gasta mais do que ganha!

Sintoma 4: Não tem amigos, vive sozinho(a)

O seu diagnóstico próprio: MACUMBA, INVEJA, FEITIÇO.

A realidade: Não tem humildade, é arrogante, não sabe se relacionar com as pessoas, não tem a capacidade de ouvir o ponto de vista do outro.

Sintoma 5: Teve “recaída” nos antigos vícios

Diagnóstico próprio: MACUMBA!

A realidade: Nunca saiu!

Sintoma 6: Foi multado

Diagnóstico próprio:MACUMBA E INVEJA PORQUE COMPROU UM CARRO NOVO.

A realidade: Não respeitou a lei do trânsito.

Sintoma 7: Caiu no bueiro andando pela rua.

Diagnóstico próprio: MACUMBA E DEMANDA DO INIMIGO.

A realidade: Estava ocupado(a) demais olhando o WhatsApp, o Facebook e o Instagram, não olhou para qual direção estava caminhando.

Sintoma 8: Perdeu o emprego.

Diagnóstico próprio: MACUMBA E INVEJA

A realidade: Não chegava nenhum dia da semana no horário, não mostrava serviço, não dava um sorriso, não tinha iniciativa.

Existem diversos outros sintomas, mas o diagnóstico na boca de algumas pessoas sempre é o mesmo: “MACUMBA”.

A razão pela qual algumas pessoas não evoluem é essa, esperar que o mundo faça as coisas automaticamente no lugar deles e que o universo viva a os mimar, os poupando dos sacrifícios, dos compromissos, das lutas que se deve enfrentar para alcançar o que se almeja!

“Macumba” hoje em dia faz tudo.. desfaz casamento, faz perder emprego, faz a pessoa não ter caminho...

Mas NUNCA faz o bem!

É triste mas não vejo muito na boca dessas mesmas pessoas agradecendo ao Orixá sem pedir nada em troca!

Nunca vi na boca dessas pessoas uma oração sincera, por mais simples que seja pedindo força para enfrentar uma dificuldade ao invés de dizer que são coitadinhas e que “inimigos” estão a demandar contra eles.

A doença da preguiça, do comodismo e da falta de respeito com a religião está demais. Por essas e por outras, temos cada vez mais pessoas com a síndrome da macumba! E pior, alguns zeladores e terreiros alimentando esses vícios e essa doença em nome do dinheiro e da falta de vergonha na cara!

A vida é difícil para todos!
Mas é importante ressaltar que temos 100% responsabilidade pela nossa vida e pelo caminho que trilhamos. Afinal a escolha, a decisão sobre qual estrada pegar é sempre nossa!

Graças a Olorun a porcentagem de doentes contaminados com a síndrome da macumba é bem pouca em comparação a grande maioria que leva a vida a sério e a espiritualidade também!

Mas ainda assim, para alguns é preciso tentar parar com isso e ter a coragem de encarar o espelho e mudar. E simplesmente encarar a realidade da vida e parar de acusar, pôr a culpa na tal síndrome da MACUMBA.