domingo, 21 de março de 2010

Definições da Umbanda

1. “A Umbanda é uma religião absolutamente aberta que tem inúmeras diferenças de interpretação, que variam de região para região assim como de terreiro para terreiro. É com a ritualística que nos idenficamos ou não num primeiro momento, mas devemos lançar um olhar mais profundo e examinarmos melhor os objetivos da Casa... Para um Terreiro poder se dizer de Umbanda, lá deve haver amor, compromisso com o próximo, caridade descompromissada, um trabalho constante de solidariedade, disciplina, respeito e estudo”. (Iassan A Pery).
2. "O nome de Umbanda, que foi dado a um vigoroso movimento de luz, ordenado pelo Astral Superior, através dos Caboclos e Pretos Velhos, é termo litúrgico, sagrado, vibrado, que significa num sentido mais profundo, o conjunto das leis de Deus." (W.W. da Matta e Silva)
3. "Não cobrar, não matar, usar o branco, evangelizar e utilizar as forças da natureza - eis a Umbanda". (Moab Caldas)
4. "Os conceitos emitidos através da mediunidade de Zélio de Moraes determinaram uma linha de trabalho que será, mais hoje, mais amanhã, aquela que definirá os rumos verdadeiros da Umbanda".(Floriano Manoel da Fonseca)
5. "A doutrina da Umbanda é um sistema religioso inspirado nas leis divinas. Sua interpretação é feita pelos Guias Espirituais que a transmitem por via das comunicações mediúnicas. A lógica, a justiça e a razão são as bases dos conceitos emitidos pelas Entidades em torno de tudo o que nos rodeia na vida terrena. A doutrina umbandista é uma via de reformação humana, de espiritualização autêntica para transformar em realidade o almejado sonho de fraternidade entre os homens. Não é falsa asserção, pois é notório o resultado obtido com a doutrina ininterruptamente feita pelos espíritos missionários que se apresentam como Pretos Velhos ou Caboclos". (João de Freitas )
6. "Se a nossa missão é Umbanda, nosso dever primordial é cultuá-la com absoluta convicção, respeitando seus princípios, estudando seus fundamentos a fim de compreender os seus fins. Respeitemos as outras crenças, mas deixemo-las a cargo daqueles que a praticam. Não é certo misturar crenças e rituais. Estudemos a Umbanda, pura, simples e bela, para que possamos praticá-la conscientemente, elevando-a ao nível que merece. Umbanda é religião e ciência admirável, que apaixona quem a ela se dedica". (Atila Nunes)
7. "A Umbanda, esteira de luz a iluminar os filhos de Deus nos caminhos da trevas, chama a si todas as doutrinas evolucionistas que proclamam o Amor Universal, a imortalidade da alma e a vida futura, consagrando-se como verdadeira religião de caráter nacional". (J. Alves de Oliveira)
8. “A Sagrada Lei de Umbanda traz a lembrança de mensagens já dadas à humanidade através de seu processo evolutivo e que se perdeu porque o homem se afastou dos princípios sagrados e divinos. A Sagrada Lei de Umbanda vem do ALTO para BAIXO. DO PLANO DA ESPIRITUALIDADE. Nada condena. Nada impõe. Nada proíbe. Dá a cada ser a oportunidade para a sua renovação e reeducação íntima. Tão simples que incomoda os que se revestem de poderes. Tão humilde que ofende os que vivem na luxúria. Cada um de nós médiuns de Umbanda assumimos no plano da espiritualidade um compromisso, o de servir e levar a palavra da verdade, pois SÓ A VERDADE FICARÁ DE PÉ A MENTIRA POR SI SE DESTRÓI. Sigamos a nossa estrada com tranquilidade e serenidade”. (Pedro Miranda)

Por. Adriano Figueiredo Leite - Presidente da ACALUZ
Pesquisa. Diego Bragança de Moura - Historiador da ACALUZ